Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/07/16 às 18h41 - Atualizado em 30/10/18 às 11h48

André Lima é o coordenador do Fórum de Secretários do Cerrado

COMPARTILHAR

Notícias

Objetivo é elevar debate sobre a recuperação de áreas degradadas no bioma e formar uma aliança nacional pela sua preservação

(Brasília, 1/7/2016) – O secretário de Meio Ambiente do DF, André Lima, foi indicado nessa quinta-feira (30/6), coordenador do Fórum dos Secretários do Cerrado, criado no âmbito da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema). A indicação e a decisão de revitalização do colegiado cerratense foi tomada em encontro dos secretários dos estados que integram o bioma.

Estavam presentes representantes do DF, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Roraima e Tocantins. As decisões foram tomadas dentro do propósito de alinhar uma agenda desses estados na proposição de medidas para o fortalecimento da preservação e recuperação do Cerrado.

“Temos que buscar o alinhamento nas nossas propostas e um diálogo sobre o bioma com o Governo Federal”, propôs André Lima. A proposta da coordenação foi apresentada pelo presidente da Abema, Eugênio Spengler. A associação, disse ele, tem trabalhado com os estados, de acordo com os biomas.

André Lima explicou que no DF está sendo construída uma aliança para a defesa do bioma, com a mobilização de organizações não governamentais, representantes do governo federal, universidades e do sistema ambiental local. “Precisamos ter uma aliança nacional pela recuperação e conservação do Cerrado, pois hoje o combate ao desmatamento não é mais suficiente; é necessário recuperar as áreas degradadas”, propôs.

No encontro, estavam presentes ainda representantes da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, do Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN), Instituto Socioambiental (ISA), Fundação Mais Cerrado, Centro de Excelência do Cerrado (Cerratenses), Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico (Anede), Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB), WWF e Iniciativa Verde. Entre as instituições governamentais ou estatais estavam o Sistema Florestal Brasileiro (SFB), Fundação Banco do Brasil (FBB), Banco do Brasil (BB), Embrapa e Instituto Brasília Ambiental (Ibram-DF).

O secretário de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul, Ricardo Éboli, propôs a realização dentro de três meses da primeira reunião de retomada do fórum, em Campo Grande. A secretária de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Goiás, Jacqueline Vieira da Silva defendeu a preservação dos ativos ambientais do Cerrado, como a água, a vegetação e sua fauna, e a elevação do debate e da pauta da preservação ao nível nacional.

“Temos que ousar e mobilizar estados, representantes dos agricultores, atores do debate sobre as condições climáticas e nos preparar para o Fórum Mundial da Água em 2018”, defendeu a ex-coordenadora do Fórum de Secretários do Cerrado.

Mais informações:

E-mail: comunicacaosema@gmail.com

Telefone: (61) 3214-5611

Da esquerda para a direita: Secretário de Meio Ambiente do Distrito Federal, André Lima; presidente da Abema, Eugênio Spengler; secretária de Meio Ambiente de Tocantins, Luzimeire Carreira. Foto: James Allen/Sema-DF. 

Secretários de Meio Ambiente do Cerrado se reuniram em Brasília. Foto: Carolina Schaffer/Sema-DF.