Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/03/18 às 15h24 - Atualizado em 30/10/18 às 11h03

ZOO: Boletim Médico Veterinário – Girafa Yvelise

COMPARTILHAR

Da Fundação Jardim Zoológico de Brasília

 

No último dia 21, a girafa de nome Yvelise apresentou-se apática e com falta de apetite. A partir deste momento, iniciou-se o acompanhamento técnico contínuo 24 horas para identificar, por meio de comportamentos e sintomas específicos, qualquer direcionamento para o tratamento do problema.

 

No dia 22, Yvelise foi submetida a um procedimento para coleta de material para exames laboratoriais, com o apoio técnico do Médico Veterinário, anestesiologista, Dr. Jairo A. Melo dos Santos. Os exames hematológicos apontaram para alterações renais e desidratação que, junto com os sintomas clínicos observados, acrescidos de defecação insuficiente, culminaram em um quadro sugestivo de obstrução do trato gastrointestinal.

 

No dia 23, após reunião técnica com os veterinários desta Fundação, juntamente com o Médico Veterinário Dr. Caic Saquetti, capitão da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e doutor em Cirurgia pela Universidade Estadual Paulita(Unesp/SP), com ênfase em cirurgia de grandes animais, e com o Dr. Jairo, optou-se por um novo procedimento para identificar, por meio de cirurgia da cavidade abdominal, a origem da obstrução e realizar, caso fosse possível, a remoção.

 

Neste sábado (24/03), durante o procedimento foi detectada uma necrose no cólon maior em consequência de uma torção de uma das alças intestinais, sendo este o fator que levou o animal à óbito. Na sequência ao óbito iniciou-se o procedimento de necropsia onde foi encontrado um fecaloma na ampola retal que causou a distensão do cólon e a subsequente torção e necrose mencionadas. Esta obstrução foi classificada como a causa primária do quadro clínico observado pela equipe desde o dia 21. O material coletado foi encaminhado para análises laboratoriais e histopatológicas. O material genético para compor o banco de germoplasma da FJZB também foi coletado. A Yvelise será taxidermizada.

 

Toda a equipe do Zoológico de Brasília encontra-se sentida com a ocorrência, considerada uma fatalidade, porém, como bem explicado pelo Dr. Caic durante a necropsia, mamíferos ruminantes estão sujeitos a este tipo alteração no sistema digestório, que muitas vezes não permite tempo para uma intervenção, e compete a equipe veterinária ser ágil e resoluta.

 

A Fundação Jardim Zoológico de Brasília (FJZB) informa que não mediu esforços para prover o melhor atendimento a Yvelise. Toda sua equipe técnica, tratadores, manutenção e administrativo permaneceu em regime de plantão 24 horas desde o primeiro momento, e reitera seu compromisso com o bem-estar animal e com a conservação das espécies com as quais trabalha.