Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/03/18 às 11h30 - Atualizado em 30/10/18 às 11h03

Carta Águas pela Paz é apresentada na Arena da Vila Cidadã

COMPARTILHAR

Secretário-adjunto de Meio Ambiente do DF, Felipe Ferreira, mediou debate sobre a importância dos recursos hídricos para a vida humana

 

A Arena de debates da Vila Cidadã, espaço aberto ao público no Fórum Mundial da Água, começou a programação desta quarta-feira (21) com a apresentação da Carta Águas pela Paz. O documento, entregue ao presidente do Conselho Mundial da Água, Benedito Braga, traz uma síntese dos princípios e proposições do II Seminário Internacional Água e Transdisciplinaridade, que aconteceu em Brasília no mês de janeiro.

 

“Pude verificar o comprometimento de todos na elaboração deste documento. Fico muito feliz de ter recebido essa carta muito importante. Vamos dar sequência a ela no âmbito do Fórum e do Conselho”, afirmou Braga.

 

Antes de começar a apresentação, os presentes puderam assistir a um vídeo do mestre espiritual Sri Prem Baba, que esteve em Brasília durante o seminário em que o documento foi preparado. Ele defendeu a necessidade de uma visão humana e compartilhada dos recursos hídricos para garantir um futuro melhor para a humanidade. “A água pode nos levar a uma nova realidade da geopolítica com cooperação e compartilhamento. Temos que compreender que a água é para todos”, explicou.

 

Em seguida, uma roda mediada pelo secretário-adjunto de meio ambiente, Felipe Ferreira, apresentou a síntese dos 28 pontos da carta para os visitantes da Vila Cidadão. Vera Catalão, da Universidade de Brasília, Maria Alice Ferreira, da Voz das Avós, Roberto Crema, reitor da Unipaz e Sérgio Ribeiro, coordenador da Recursos Hídricos da SEMA, discorreram sobre temas como Cultura de Paz, Direito à Água, Ética do cuidado para o uso Sustentável e Gestão compartilhada da água.

 

“Tenho certeza que todos que puderam conhecer mais sobre esse importante documento saíram do debate com a certeza de que a água é o bem mais precioso para a vida humana”, disse o moderador Felipe Ferreira.

 

Acesse a carta.