Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/03/18 às 11h41 - Atualizado em 30/10/18 às 11h03

Criada aliança entre governo e sociedade para preservar Bacia do Descoberto

COMPARTILHAR

Com informações da Agência Brasília

 

A Secretaria de Meio Ambiente do Distrito Federal lançou na última sexta-feira (23) em conjunto com 20 instituições  a Aliança pelo Descoberto, um acordo de cooperação técnica em favor da gestão compartilhada da Bacia do Descoberto, responsável por 65% do abastecimento de água da capital. A assinatura do acordo aconteceu no encerramento das atividades do Fórum Mundial da Água.

A Aliança pelo Descoberto pretende orientar e incentivar práticas de uso sustentável dos recursos naturais, como o uso do solo e uso da água na agricultura, a proteção de áreas conservadas e representativas das tipologias do Cerrado, o incentivo a atividade rural sustentável e a promoção a adequação e regularização ambiental de propriedades rurais, entre outras formas de proteção da água na bacia.

Segundo o Secretário de Meio Ambiente, Igor Tokarski, a ação encerra as atividades do Fórum Mundial da Água de acordo com seu tema central “Compartilhando Água”. “Esta é uma experiência pratica de compartilhamento de água que o Governo de Brasília realiza juntamente com o Governo de Goiás, tendo em vista que é uma bacia entre os dois estados, por tanto compartilhada”, explica.

 

De acordo com Miguel Sartori, coordenador do Projeto Descoberto Coberto – uma das principais iniciativas do governo de Brasília na região –, a aliança começou a ser delineada há cerca de dois anos. “Já existem várias ações na bacia. O foco será integrá-las para fortalecer e dar escala a esses trabalhos”, explica.

O cumprimento das metas de Secretaria de Meio Ambiente no Acordo de Cooperação será implementado por meio do Global Found Facility (GEF), que é o Fundo Mundial para o Ambiente.

Entre as ações da Sema estão a implantação de 20 hectares de Sistemas Agroflorestais, desenvolvimento de pesquisas, realização de oficinas para empoderamento de mulheres que trabalham na região, recuperação de nascentes, entre outros.

 

A Aliança pelo Descoberto será chefiada por uma unidade de gestão de projetos, formada por representantes das instituições signatárias. A seção será responsável por elaborar o regimento interno da aliança e coordenar os grupos de trabalho internos, divididos por área temática.