Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/07/17 às 14h08 - Atualizado em 30/10/18 às 11h15

FAP-DF abre edital para pesquisas sobre meio ambiente

COMPARTILHAR

Sema Na Imprensa

Do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap)

Podem participar do Edital, pesquisadores, gestores, técnicos e servidores que atuem nas áreas do conhecimento relacionadas com meio ambiente, sustentabilidade e políticas públicas socioambientais e que estejam vinculados a instituições públicas ou privadas, como, por exemplo, todos os órgãos que compõem a Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Distrito Federal

A FAP-DF abriu na última terça-feira, dia 18, o Edital nº 06/2017, no valor de R$ 3 milhões, para seleção de propostas de pesquisas aplicadas ao meio ambiente, sustentabilidade e políticas públicas socioambientais, em temas considerados prioritários para essas áreas do conhecimento.

Os projetos de pesquisa deverão ter como objetivo subsidiar políticas públicas climáticas, hídricas, territoriais e de resíduos sólidos no Distrito Federal e Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (RIDE).

Para o presidente da FAP-DF, Wellington Almeida, o edital que é inédito, vai estimular a realização de pesquisas em temas prioritários para DF e para o Brasil. “O edital de meio ambiente inaugura uma nova fase da FAP-DF que é a de combinar as pesquisas tradicionais, que já fazemos junto com as universidades, com uma lógica de aplicação, voltada para a solução de problemas da cidade. Estamos conversando muito com as secretarias, construindo acordos de cooperação, identificando os problemas e traduzindo-os em linhas de pesquisa. O edital de meio ambiente, por exemplo, traz linhas mais tradicionais, como resíduos sólidos e água, e outras mais novas, como resiliência. O nosso objetivo é expandir essa lógica para outras áreas, desafiando os pesquisadores a pensar nossa cidade”, afirmou.

O prazo para submissão de propostas ao Edital vai até o dia 18/08. O valor máximo, por proposta é de R$100 mil. Bolsas de Iniciação Científica e de Apoio Técnico também serão financiadas pelo Edital, bem como materiais de consumo necessários às pesquisas como, softwares, componentes ou peças de reposição de equipamentos, combustível, dentre outros.

Quem pode participar

Podem participar do Edital, pesquisadores, gestores, técnicos e servidores que atuem nas áreas do conhecimento relacionadas com meio ambiente, sustentabilidade e políticas públicas socioambientais e que estejam vinculados a instituições públicas ou privadas, como, por exemplo, todos os órgãos que compõem a Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Distrito Federal.

Linhas de Pesquisa

As linhas de pesquisa foram elaborados em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente e estão alinhadas às políticas públicas prioritárias do DF e RIDE:
– Água e adensamento Urbano: avaliação da disponibilidade e dinâmica hídrica sub e superficial e sua relação com a expansão urbana, seja regular ou irregular;
– Clima, Cerrado e Água: estudos sobre a relação entre mudanças climáticas, regime hidrológico, desmatamento, proteção e recuperação do cerrado e áreas de recarga de aquífero;
– Áreas protegidas e seus impactos na saúde e na qualidade de vida: impactos positivos dos parques e espaços verdes urbanos para a saúde pública; mensuração da qualidade de vida no entorno dos parques; dinâmica e geração de oportunidades econômicas no entorno dos parques, avaliação do microclima e recarga de aquífero e outros benefícios locais diretos e indiretos;
– Incêndios florestais e seus impactos na saúde e no clima: relação do aumento do número de doenças respiratórias com a época da seca;
– Gestão territorial e seus impactos na redução de gastos com infraestrutura: exemplo adensamento urbano X mobilidade X saúde;
– Serviços ecossistêmicos e a capacidade de valoração pela sociedade: mensuração do custo da perda dos SE no DF X oportunidades para mecanismos de pagamento por serviço ambiental no DF considerando a água, o cerrado, emissões de carbono;
– Gestão de resíduos sólidos: estudos sobre potencial econômico da reciclagem de resíduos no DF e oportunidades de geração de emprego e renda e custo para o erário de coleta seletiva de baixa eficiência;
– Boas práticas agrícolas: tecnologias e práticas produtivas que levem a um menor consumo e menor contaminação das águas tendo em perspectiva os impactos sociais, econômicos e ambientais.
– Biodiversidade
– Educação Ambiental

Avaliação

As propostas submetidas ao Edital 06/2017 serão avaliadas, dentre os critérios definidos no edital, o seu potencial de impacto dos resultados do ponto de vista do aperfeiçoamento das Políticas Públicas socioambientais no Distrito Federal.

Confira o Edital nº6/2017 na íntegra, aqui.

Leia mais:

Agência Brasília: FAP-DF lança edital para pesquisas sobre meio ambiente

Foto: FAP-DF.