Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/09/19 às 15h36 - Atualizado em 4/09/19 às 17h59

Funcionários da Sema recebem dicas para poupar água

COMPARTILHAR

 

Os servidores da Secretaria de Meio Ambiente (Sema) participaram, nesta segunda-feira, (02/09), de ação de sensibilização sobre o Programa de Otimização do Uso Prioritário da Água (Poupa DF), promovida pela Coordenação de Recursos Hídricos (CRH), da Subsecretaria de Gestão das Águas e Resíduos Sólidos (Sugars). A Sema é responsável pela coordenação do Programa nos órgãos do GDF.

 

O Poupa DF tem como objetivo promover a redução progressiva do consumo de água em todos os edifícios públicos do Distrito Federal, consolidando uma cultura do uso eficiente do recurso, por meio de ações como o monitoramento do consumo diário e a revisão das instalações hidráulicas. “Se vamos ensinar as outras pessoas, temos que primeiro fazer o dever de casa”, afirmou o secretário da pasta, Sarney Filho.

 

Segundo a coordenadora da CRH, Cristina Marodin, o objetivo da ação foi divulgar o Poupa DF, seus objetivos e importância, além de lançar a logo do Programa.

 

Durante a apresentação, foram mostrados dados de desperdício de água e atitudes que podem ser tomadas por todos, com o objetivo de promover a economia de água e o seu uso mais sustentável. Também foram afixados cartazes com dicas de consumo consciente nas proximidades das torneiras dos banheiros e cantinas da Sema.

 

Marodin explicou ainda que cada órgão do GDF deve formar comissão interna, chamada de Poupadores, responsáveis pela implantação do programa em cada edificação pública. “Uma das atribuições dos Poupadores é realizar ações de sensibilização e de envolvimento de todos os servidores e funcionários de sua respectiva instituição quanto a boas práticas no uso eficiente de água”, explica.

 

A atividade foi a primeira realizada na própria secretaria. Em maio, a CRH promoveu ações de capacitação de professores da Secretaria de Educação.

 

COLETA SELETIVA SOLIDÁRIA

 

Dicas sobre como realizar a coleta seletiva na Sema, também foram repassadas aos funcionários, pela assessora técnica da Sugars, Amanda Meireles, integrante da Comissão de Gestão da Coleta Seletiva Solidária da pasta, responsável pela sua implantação no âmbito dos órgãos e entidades da administração pública do DF, de acordo com a Lei distrital nº 4.792, de 24 de fevereiro de 2012 e o Decreto Nº 38.246, de 1º de junho de 2017.

 

Todas as salas da secretária ganharam lixeiras para recicláveis, enquanto as que acondicionam orgânicos e rejeitos ficaram restritas às copas e refeitórios. Com fotografias do conteúdo das lixeiras, no entanto, ela mostrou que a coleta seletiva ainda precisa de aprimoramento por parte de cada um. “A regra é: todos separam os seus resíduos. A equipe de limpeza está capacitada para coletá-los em sacos diferentes e a Comissão Gestora presta apoio a todos, tira dúvidas, além de promover capacitações em todos os órgãos do GDF”.

 

Para o descarte de resíduos de vidro, um contêiner específico, o Ecolix, foi instalado do lado de fora do prédio da secretaria. O coletor pode receber garrafas de bebidas em geral, copos e taças de vidro, frascos de cosméticos e medicamentos vazios, vidro quebrado e potes de alimentos em geral.

 

Em agosto, membros da Comissão e outros interessados visitaram a Instalação de Recuperação de Resíduos (IRR), mantida pelo Serviço de Limpeza Urbana (SLU), no Setor Complementar de Indústria e Abastecimento (SCIA).

 

Na ocasião, ao conhecer de perto o trabalho do IRR, a técnica da Subsecretaria de Gestão Ambiental e Territorial (Sugat), Leides Meireles, disse que já separa os resíduos em sua casa, mas achou muito importante ver o caminho que o lixo percorre quando levado pelos caminhões. “Vou sair daqui contando a todo mundo o que vi e falando sobre a importância da coleta seletiva para quem trabalha como catador organizado”.