Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/05/20 às 13h02 - Atualizado em 27/05/20 às 13h49

GDF contratará 184 brigadistas para combater incêndios florestais

COMPARTILHAR

Do total de vagas, quatro serão para supervisores de brigada, 24 para chefes de brigada e 120 para combatentes

 

 

A secretaria de Meio Ambiente do Distrito Federal deu início as ações anuais de combate a incêndios florestais. O trabalho desenvolvido faz parte do Plano de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (PPCIF).

 

Para a realização das ações, o governador do DF, Ibaneis Rocha, liberou 3 milhões que serão destinados à contratação a partir de junho de 148 brigadistas. O edital para a seleção dos profissionais foi publicado esta semana. Do total de vagas, quatro serão para supervisores de brigada, 24 para chefes de brigada e 120 para combatentes.

 

“O período seco está chegando e já estamos tomando as precauções necessárias. Mas é fundamental que a população faça a sua parte não colocando fogo no lixo e não jogando pontas de cigarros na vegetação” advertiu o secretário do Meio Ambiente, Sarney Filho.

 

Além da contratação dos brigadistas, o governo publicou o Decreto 40.614/2020 que declara o estado de emergência ambiental no DF, com relação aos incêndios florestais que acontecem entre os meses de abril e novembro. Também estão sendo realizados desde o dia 20 de abril aceiros mecânicos nas unidades de conservação do Brasília Ambiental. A partir de 1° de junho será a vez da Áreas de Preservação Ambiental (APA) do Gama e Cabeça do Veado receberem os aceiros. O aceiro é uma poda que cria uma descontinuidade na vegetação e, assim, dificulta a propagação dos incêndios.

 

No início de março tiveram início as queimas prescritas no Parque Nacional de Brasília e no começo de maio na Floresta Nacional. Outra ação que está sendo desenvolvida é o lançamento da 4ª edição do Almanaque do Fogo. A publicação explica a sociedade os perigos do fogo, além de dar suporte às ações de educação ambiental. Também estão serão realizados cursos de capacitação para o grupo do PPCIF, incluindo os brigadistas. Devido a pandemia do novo coronavírus, os cursos serão online.

 

 

De acordo com a secretaria do Meio Ambiente, este ano, no Distrito Federal, a área total queimada até o momento foi de 40 hectares. No mesmo período do ano passado esse número de foi de 180 hectares. A redução deve-se em parte ao grande volume de chuvas registrados em 2020. A secretaria também destaca como ponto positivo na prevenção deste ano a contratação já no início de junho dos brigadistas que farão o combate aos incêndios florestais. A Sema disse que pela primeira vez no DF a contratação dos brigadistas está sendo feita nesta época, ao contrário dos outros anos, quando estes profissionais eram selecionados no final de junho, em agosto ou até em setembro.

 

Chuvas superam a previsão.

 

A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) de chuvas para o Distrito Federal no mês de maio era de 29,7 milímetros. Em algumas localidades como Águas Emendadas e Planaltina essa expectativa foi superada, com 39,6 mm e 31,0 mm respectivamente. Em Brasília faltam apenas 0,5mm para atingir a previsão esperada, número esse que Inmet considera que a meta foi atingida.

 

 

* Jornal de Brasília