Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/11/19 às 20h19 - Atualizado em 22/11/19 às 16h05

Horta Comunitária leva alimentos saudáveis e educação ambiental à comunidade do Guará II

COMPARTILHAR

 

Alface, rúcula, tomate, beterraba, cenoura, couve e mais uma dezena de hortaliças, verduras e frutas garantem uma alimentação saudável, sem agrotóxicos, aos moradores do Guará II. Esses produtos são cultivados em plena área residencial, na QE 38 na Horta Comunitária local. A iniciativa, considerada exemplo de empreendimento urbano sustentável, recebeu a visita do secretário de Meio Ambiente, José Sarney Filho, na manhã desta quarta-feira (20).

 

O secretário elogiou o empreendimento que já funciona, inclusive, com um sistema de aproveitamento da água de chuva, com irrigação. “É uma iniciativa muito importante para a produção de alimentos livres de agrotóxicos e para a educação ambiental. Precisamos fortalecer as hortas comunitárias. Elas têm enfrentado muitos problemas, como a dificuldade de acessar os insumos necessários”, disse Sarney Filho.

 

O secretário ressaltou também a necessidade de que o modelo de horta comunitária, como a do Guará , seja incentivado em outras localidades do Distrito Federal, lembrando que a iniciativa tem o apoio da Secretaria de Agricultura. “É uma iniciativa que deve ser apoiada e expandida para todo o DF, com a utilização do sistema de aproveitamento de água da chuva, se possível”, enfatizou.

 

Além de ser fonte de alimentação saudável, a Horta Comunitária do Guará II também produz ervas medicinais, realiza cursos sobre temas relacionados ao plantio e aproveitamento total de alimentos, desenvolvimento de hortas comunitárias e produtos orgânicos, entre outros temas, e promove a integração da comunidade local.

 

 

A Administração Regional do Guará fornece o adubo e outros itens para a horta. A cada 15 dias é feita a colheita, sempre nas manhãs de sábado. Em média, cada encontro semanal resulta na entrega de 25 a 30 cestas, compostas de diferentes produtos.

 

O empreendimento envolve a participação de 150 voluntários, sendo que 10 deles respondem pelas atividades específicas: Mobilização de Comunidade, Educação Ambiental, Plantio e Colheita, Insumos e Materiais, Ervas Medicinais Lanche Comunitário, Divisão da Colheita Comunicação e Marketing, Pomar e Compostagem.

 

A iniciativa urbana sustentável no Guará II já foi premiada no DF. No ano passado, a horta ganhou um prêmio concedido pela Secretaria de Meio Ambiente (SEMA). Com os recursos da premiação, foi construído um centro de ambientação ambiental no local.

 

 

Agricultura urbana

A Horta Comunitária foi implantada pela Administração Regional do Guará e pela Gerência de Projeto Estratégico Polos de Agricultura Orgânica e Urbana do Governo do Distrito Federal (GDF), em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater).

 

Dados da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri) indicam que existem cerca de 120 hortas comunitárias no Distrito Federal.

 

A Lei Distrital nº 4.772/2012 garante que a agricultura urbana e periurbana tenha apoio no DF. O texto estabelece que os objetivos das políticas de apoio são o estímulo ao convívio social e atividades culturais relacionadas com a produção, a promoção de hábitos saudáveis de alimentação e a utilização e limpeza de espaços públicos ociosos.

 

 

Secretaria de Meio Ambiente
Assessoria de Comunicação Social