Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/10/19 às 19h54 - Atualizado em 30/10/19 às 19h54

Instalação do Grupo Executivo para Hortas Urbanas é prioridade

COMPARTILHAR

 

A implantação de Hortas Urbanas em Brasília avançou, após reunião de representantes do movimento com os secretários do Meio Ambiente, Sarney Filho, da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, Dilson Resende e do Desenvolvimento Social, Ricardo Carrero, realizada na terça-feira (29).

 

Os secretários reforçaram o apoio do GDF a esta iniciativa e adiantaram que está em fase final o processo de criação do Grupo Executivo que ficará responsável pela implementação da Política de Apoio à Agricultura Urbana e Periurbana – PAAUP. Participaram da reunião representantes de dezessete Hortas Urbanas que apresentaram  as maiores dificuldades que enfrentam hoje.

 

“O problema principal é a insegurança jurídica que enfrentamos com os nossos lotes, por isso o mais urgente é a sua regularização fundiária”, disse a representante do movimento Dahiana Ribeiro. A partir da agenda aprovada em outra reunião com a Sema, os integrantes do movimento informaram que existe hoje muita dificuldade para receber apoio técnico; gasto expressivo com a água utilizada nas hortas e dificuldades para obtenção de insumos agrícolas, sementes e adubo.

 

O Secretário do Meio Ambiente, Sarney Filho voltou a elogiar a iniciativa, e reiterou que o governo do Distrito Federal quer trabalhar junto com a sociedade civil. “São ações proativas que ajudarão melhorar a alimentação das famílias e também a renda familiar, numa cidade que dispõe de  grandes áreas verdes”, afirmou.

 

 

Na planilha apresentada na reunião foi descrito o número de hortas listadas (17 projetos), o tamanho médio de cada empreendimento – cerca de 1000 metros quadrados e apresentado um plano de trabalho que será submetido ao Grupo Executivo, tão logo ele seja criado.

 

O secretário da Agricultura, Dilson Resende também elogiou a iniciativa, e informou que há alguns anos esteve à frente do projeto de uma horta urbana em Águas Claras. O projeto acabou abandonado, em função de ocupar uma área onde seriam feitas obras para o Metrô. “Agora, vamos retomar o projeto na área do parque de Águas Claras”, adiantou.

 

Ele adiantou que a Seagri poderá, via Emater- DF, promover a capacitação de grupos ligados às Hortas Urbanas e anunciou que para 2020 a pasta poderá ajudar com o fornecimento de sementes e adubos.

 

Assessoria de Comunicação

Secretaria do Meio Ambiente