Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/11/17 às 16h35 - Atualizado em 30/10/18 às 11h08

Plantio compensa emissão de carbono da Virada do Cerrado 2017

COMPARTILHAR

A Sema vai fazer a sua parte, plantando quatro mil mudas no DF. Secretaria de Turismo vai plantar nas vilas olímpicas. Outras comunidades aderiram e também vão colaborar com a compensação

 

(Brasília, 29/11/2017) – A Secretaria do Meio Ambiente (Sema-DF) realiza dia 2 de dezembro (sábado) um mutirão de plantio na Bacia do Descoberto. O objetivo é compensar a emissão de dióxido de carbono equivalente aos três dias de atividades da Virada do Cerrado, em setembro.

 

Serão plantadas quatro mil mudas e sementes, doadas pelo Jardim Botânico de Brasília (JBB) e pelo Viveiro do Senado. Neste sábado, 936 serão plantadas na Bacia do Descoberto com a colaboração de alunos da Faculdade LS Educacional e do comitê criativo local de Brazlândia e cidadãos da comunidade.

 

Os produtores rurais do Descoberto também irão receber duas mil mudas e sementes da Sema. No mesmo dia, os comitês do Altiplano Leste e Santa Maria (nascente do ribeirão Santa Maria), farão o seu mutirão.

 

A Sema irá distribuir 1.410 mudas para os demais comitês criativos locais da Virada e 1.500 para as escolas públicas. Em Brazlândia (chácara Santa Rosa) e Ceilândia (trecho 3 do Sol Nascente) os movimentos sociais realizarão plantios em 30 de novembro.

 

O comitê da Virada em Planaltina (Cerpis) realizará vários plantios a partir de 3 de dezembro, e em Samambaia (Parque do Cortado) as lideranças realizarão o seu mutirão em 5 de dezembro. Já as comunidades do Paranoá (Parque Vivencial) e de Taguatinga (Parque Saburo Onoyama) plantarão mudas em 10 de dezembro.

 

As secretarias de Agricultura (Seagri), de Esporte, Turismo e Lazer e a Novacap são parceiros da iniciativa. A Novacap e a Seagri estão oferecendo maquinários e insumos, enquanto a Secretaria de Esporte realizará plantios em oito vilas olímpicas.

 

Mutirões

 

O mutirão de plantio da Virada do Cerrado foi criado em 2015, logo após a primeira edição do encontro. Esta é a continuidade do programa com ações de compensação das emissões de carbono equivalente geradas pela realização dos dias de atividades da Virada.

 

O propósito dessa ação é, além de promover a recuperação do bioma cerrado e de suas funções ecossistêmicas, sensibilizar e mobilizar a sociedade brasiliense acerca dos temas socioambientais, especialmente aquelas pessoas que querem ajudar, mas não têm atuação ou familiaridade com esses temas.

 

Espécies que serão plantadas:

 

Açaí do Pará;

Amendoim bravo;

Angico;

Angico jacaré;

Angico peregrina;

Aroeira;

Aroeira pimenta rosa;

Braúna;

Buriti;

Cagaita;

Capitão do cerrado;

Castanha do maranhão;

Cedro;

Chicha;

Copaíba;

Fava bolota;

Fedegoso;

Ingá de metro;

Ingá mirim;

Ipê amarelo chrysotricha;

Ipê amarelo serratifolius;

Ipê branco;

Ipê caraíba;

Ipê rosa;

Ipê roxo;

Ipê verde;

Jacarandá da Bahia;

Jacarandá mimoso;

Jamelão;

Jatobá do cerrado;

Jenipapo;

Jerivá;

Jussara;

Mirindiba;

Oiti;

Paineira rosa;

Pajeú;

Pequi;

Piper;

Tapiá;

Tingui;

Urucum.

 

Mais informações: O plantio será realizado das 8h30 às 12h30 no Incra 9, reserva biológica da orla do lago Descoberto, que fica ao lado da barragem, em Brazlândia.

 

E-mail: comunicacaosema@gmail.com

Telefone: (61) 3214 – 5611