Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/08/20 às 10h00 - Atualizado em 3/08/20 às 13h33

Secretário acompanha programa de recuperação de nascentes em Águas Claras

COMPARTILHAR

 

O Parque Ecológico de Águas Claras, incluído no Projeto de Recuperação de Nascentes do DF, desenvolvido pela pela Sema/Citinova, recebeu uma nova visita do secretário Sarney Filho do Meio Ambiente, na sexta-feira (31).

 

A iniciativa, que prevê o plantio com espécies nativas de 80 hectares no DF, teve bons resultados nessa primeira etapa, em Águas Claras e no Parque do Riacho Fundo. O plantio será retomado em outras áreas, com a chegada das chuvas.

 

Link: https://citinova.mctic.gov.br/

 

Durante a inspeção, Sarney Filho voltou a defender a recuperação de nascentes nas bacias do Descoberto e do Paranoá como ações prioritárias para garantir a segurança hídrica da capital.

 

“Iniciativas como esta e a implantação de agroflorestas podem garantir terra boa para agricultura e ao mesmo tempo água em quantidade e qualidade para atender a população”, defendeu.

Balanço

A empresa Equilíbrio Ambiental, por meio de certame público, foi contratada para a prestação de serviços técnicos especializados visando à recomposição da vegetação nativa.

 

Em março, foi plantada a primeira muda do projeto no Parque de Águas Claras, pelo secretário Sarney Filho.

 

 

O parque recebeu desde então 3.878 mudas, de mais de 40 espécies do cerrado. Utilizaram-se duas técnicas de recomposição vegetal: Plantio de Mudas em Área Total e Nucleação. No Plantio de Mudas em Área Total, foram plantadas 3.132, de 43 espécies do bioma cerrado. Na Nucleação, foram implantados 31 núcleos de Anderson (746 mudas – 35 espécies), 19 poleiros e 10 núcleos de galharia.

Espécies nativas

Dentre as espécies plantadas no parque estão o Angico Manjoleiro, Ipê roxo, Araça amarelo, Baru, Sombreiro, Tamboril, Paineira Barriguda, Mutamba, Jequitibá rosa, Jenipapo-de-cavalo, Jacarandá-vermelho, Jatobá e outras.

Pandemia

A empresa responsável pelo programa informou que, em decorrência da pandemia da Covid-19, não foi possível cumprir com o cronograma de manutenção, previamente estabelecido no Projeto Executivo. Por isso, as atividades de controle de formigas e coroamento se iniciaram somente em maio de 2020. Apesar dos problemas, o atraso nas atividades de manutenção não trouxe maiores consequências para os plantios.

 

Detectou-se no monitoramento a morte de somente 17 mudas em decorrência de fatores naturais (stress hídrico e ataque de formigas). Embora as mudas tenham sido plantadas recentemente, constatou-se o crescimento adequado das espécies e algumas mudas já apresentam floração.

 

Conforme acordado entre os técnicos da empresa Equilíbrio Ambiental (Produtor Social) e o Grupo de Voluntários do Parque (Reeditor), foi realizada uma mobilização massiva com a comunidade do Parque Ecológico Águas Claras (frequentadores e moradores lindeiros) no início dos plantios. Houve grande interação da comunidade do Parque, dezenas de pessoas, dentre elas crianças, jovens, adultos e idosos pertencentes à comunidade, participaram do plantio de aproximadamente 1.700 mudas de plantas nativas, a abertura e a adubação de covas.

 

O Grupo de Voluntários de Águas Claras ainda participa de forma efetiva dessa ação auxiliando com regas nas mudas implantadas pelo Projeto.

 

Os voluntários têm como metas cultivar até 40 mil mudas num viveiro especial dentro do parque. Parte dessas mudas será doada à Administração Regional de Águas Clara.

 

Citinova

A iniciativa integra o CITinova, um projeto multilateral realizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) para a promoção de sustentabilidade nas cidades brasileiras por meio de tecnologias inovadoras e planejamento urbano integrado. Com financiamento do Fundo Global para o Meio Ambiente, o projeto é executado, em Brasília, pela Secretaria do Meio Ambiente (Sema-GDF), com gestão do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) e do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE).

 

Assessoria de Comunicação

Secretaria do Meio Ambiente