Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/12/20 às 7h17 - Atualizado em 29/01/21 às 10h23

Sema compõem Secretariado Executivo do Conselho de Governadores Pelo Clima

COMPARTILHAR

 

A Secretaria do Meio Ambiente representou o governo do Distrito Federal na instalação do Secretariado Executivo do Conselho de Governadores Pelo Clima.

 

O GDF é signatário da Carta dos Governadores Pelo Clima, documento que destaca o protagonismo dos governos estaduais na implementação de políticas de enfrentamento à mudança do clima.

 

A prioridade é atrair investimentos em cadeias produtivas de baixo carbono, visando acelerar a geração de empregos sustentáveis em todas as regiões do país. O Governadores pelo Clima é uma iniciativa do Centro Brasil no Clima, com apoio da União Europeia e da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema).

 

Secretários de Meio Ambiente e Superintendentes de 18 estados brasileiros estiveram presentes discutindo a importância dessa articulação subnacional, assim como os planos para o enfrentamento das mudanças climáticas.

 

A partir desta etapa, o secretariado dará início ao desenvolvimento de estratégias sustentáveis estaduais para a diminuição da emissão de gases do efeito estufa e das desigualdades socioambientais, com base na definição dos temas prioritários da agenda climática e o cronograma de ações para 2021.

 

A Secretária Executiva da Sema, Marília Cerqueira, representou, no evento, o Secretário do Meio Ambiente, Sarney Filho. Ela destacou que o enfrentamento às mudanças do clima do Distrito Federal é uma das principais estratégias da Sema, como levantamento de espaços com potencial para serem utilizados como sumidouros de carbono, definidos como processo ou área que retira os gases de efeito estufa da atmosfera e os armazena por um período, lançando oxigênio na atmosfera.

 

“Todos temos consciência da importância e relevância do tema e da necessidade de trabalharmos em conjunto e de forma integrada. O Distrito Federal está à disposição para colaborar”, afirmou Marília.

 

Entre os principais temas abordados estão as possibilidades e caminhos para a redução das emissões, por meio das oportunidades de financiamento, como, por exemplo, organizações e fundos internacionais com foco na implementação do Acordo de Paris, inovação e empreendedorismo pelo clima, além de fundos nacionais e outras formas de financiamento.

 

“A estruturação do Conselho de Governadores Pelo Clima une ideias, conhecimentos e forças dos mais diversos setores, para criar um inovador modelo de governança climática, subnacional, visando impulsionar eixos verdes da economia e gerar empregos sustentáveis nas diversas regiões do país”, destacou Guilherme Syrkis, diretor-executivo do CBC.

 

Para o articulador político do CBC, Sérgio Xavier, “O Secretariado será o centro de uma rede colaborativa de projetos inovadores, visando apresentar aos governadores ações concretas para desenvolver uma nova economia regenerativa, que, simultaneamente, gere emprego, reduza desigualdades, capture carbono e recupere ecossistemas”.

 

Os Estados representados na reunião foram Acre, Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pará, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo, Santa Catarina e Sergipe.

 

Na ocasião, foi feita uma homenagem ao ambientalista Alfredo Sirkis, idealizador e fundador do CBC, falecido em julho de 2020, que completaria 70 anos de vida no dia 8 de dezembro. Sirkis foi um dos criadores da iniciativa Governadores pelo Clima e participou do seu pré-lançamento, ainda em 2019.

 

O secretariado é o primeiro desdobramento prático do Conselho dos Governadores pelo Clima, criado em 29 de outubro. Na ocasião, foi lançada também a Carta dos Governadores pelo Clima assinada, até agora, por 15 governos estaduais.

 

Assessoria de Comunicação

Secretaria do Meio Ambiente