Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/02/19 às 19h23 - Atualizado em 7/03/19 às 12h06

SEMA e instituições parceiras definem ações de prevenção e combate aos incêndios florestais no DF

 

 

Em 2018, houve diminuição de 54% da área queimada no Distrito Federal, com relação ao ano anterior. O resultado positivo, pelo segundo ano consecutivo, foi possível graças a uma série de ações realizadas na capital por meio do Comitê do Plano de Prevenção, Preparo e Combate aos Incêndios Florestais.

 

Coordenado pela Secretaria de Meio Ambiente (SEMA) e composto por representantes do Corpo de Bombeiros, Aeronáutica, Marinha, Ibama, IcmBio, Ibram e outras instituições parceiras, o grupo quer diminuir ainda mais o tamanho da área queimada. Nesta quarta-feira (20), o comitê aprovou as ações do Plano de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (PPCIF-DF) que serão realizadas de março a outubro, incluindo ações de prevenção e de combate durante o período de seca considerado mais crítico no DF.

 

O novo plano contempla a contratação de brigada especializada para prevenção e combate de incêndios florestais, instalação de caixas d’água em unidades de conservação, mapeamento de locais onde estão sendo depositados resíduos sólidos em áreas protegidas e seu entorno, o reforço do policiamento e a integração da fiscalização em áreas críticas, promoção de  ações educativas em escolas e condomínios localizados em áreas rurais, visitas às unidades de conservação e parques do DF, visando sensibilizar a comunidade para que adote as áreas protegidas como suas unidades, e realização de campanha publicitária, entre outras ações.

 

O secretário de Meio Ambiente, José Sarney Filho, que abriu a reunião do comitê, disse que o cerrado brasileiro é um ambiente favorável ao fogo e que os incêndios florestais são um grave problema ambiental, já que o fogo sem controle impacta a vegetação, a fauna, o solo, os cursos d’água, o ar a biodiversidade e a segurança da população. “É a ação humana, intencional ou por negligência, a maior causa dos incêndios florestais no DF, deixando as unidades de conservação e a população vulneráveis”, declarou Sarney Filho.

 

O PPCIF-DF é essencial para o DF, destacou o secretário, lembrando que o plano valoriza e fortalece os órgãos distritais e federais, unindo todos em prol da comunidade do DF.  Sarney Filho citou, ainda, ações que vão permitir mais eficiência da prevenção e combate aos incêndios florestais, como a abertura pela Novacap, na FLONA de Brasília, de uma pista de pouso, dedicada aos aviões de combate do Corpo de Bombeiros, ICMBio e Ibama. “Isso permitirá a partida de voos, independente do Controle de Tráfego Aéreo, superando um dos obstáculos a um melhor desempenho do combate aéreo de incêndios florestais”, explicou.

 

A reunião para o Planejamento das ações de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais no DF foi realizada no quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros do DF.

 

 

 

 

 

Secretaria de Estado do Meio Ambiente

Assessoria de Comunicação Social

(61) 99360-1385