Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/12/17 às 17h30 - Atualizado em 30/10/18 às 11h08

Sema quer mais integração entre os órgãos ambientais vinculados

COMPARTILHAR

Sema, Ibram, Jardim Botânico e Jardim Zoológico compõem o sistema no DF. Anúncio foi feito durante apresentação de resultados do Ibram

 

(Brasília, 14/12/2017) – O secretário do Meio Ambiente, Igor Torkaski, anunciou que a integração entre os órgãos ambientais do Distrito Federal será o foco da sua gestão à frente da Sema. A iniciativa foi apresentada durante a apresentação de resultados do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), nesta quinta-feira (14), no auditório do Estádio Mané Garrincha. “O objetivo é intensificar o diálogo com a sociedade e com o setor produtivo”, explicou o secretário.

 

Para tanto, será necessária uma unicidade de trabalho entre todos os órgãos que compõem o sistema socioambiental: Sema, Ibram, Jardim Botânico de Brasília (JBB) e Fundação Jardim Zoológico de Brasília (ZOO).

 

“A agenda terá que ser estabelecida em conjunto, ou seja, uma programação de prioridades e proposições para que possamos aumentar a eficiência dos serviços prestados para a população”, destacou Tokarski. Para o presidente do Ibram, Aldo Fernandes, a unificação dos órgãos ambientais é fundamental para entregar resultados relevantes para a sociedade.

 

Segundo o presidente do ZOO, Gerson Norberto, é necessário o reconhecimento dos órgãos de meio ambiente sobre a importância do Zoológico para a preservação de animais e corredores ecológicos. “Portanto, o trabalho integrado será imprescindível para a obtenção desses resultados”, avaliou.

 

Desburocratização de processos

 

O diretor do JBB, Jeanitto Gentilini, disse que a integração será bem-vinda. “O Ibram é um órgão estratégico para transformar o DF em um lugar mais sustentável por cuidar das áreas de licenciamento e compensação ambiental”, explicou.

 

O secretário do Meio Ambiente citou os processos de licenciamento e de compensação ambientais como dois exemplos práticos de como a integração entre os órgãos irá funcionar. “Há uma necessidade maior em relação ao desenvolvimento sustentável do DF e caberá a Sema e ao Ibram trabalhar em conjunto para que haja um avanço na desburocratização do licenciamento, obviamente que atendendo a todas as exigências legais em relação à questão ambiental e a compensação poderá trazer benefícios para os órgãos vinculados como JBB e Zoológico”.

 

A escolha de uma sala de reuniões no Mané Garrincha é uma forma da Sema e do Ibram prestigiarem o estádio, que em março de 2018 será um dos pontos focais do Fórum Mundial da Água.

 

Saiba mais:

 

Ibram: Homenagem a servidores renova compromisso do Ibram com o DF

 

Mais informações:

E-mail: comunicacaosema@gmail.com

Telefone: (61) 3214 – 5611

 

Da esquerda para direita: diretor-executivo do JBB, Jeanitto Gentilini; secretário do Meio Ambiente, Igor Tokarski; e o presidente do Ibram, Aldo Fernandes. Foto: Marcos de Sousa/Ibram.