Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/08/19 às 14h46 - Atualizado em 2/08/19 às 17h42

SEMA realiza Blitz Educativa no parque Boca da Mata

COMPARTILHAR

 

A Blitz Educativa de Prevenção dos Incêndios Florestais no DF abordou 2,8 mil veículos, na manhã desta sexta-feira, (02/08), com a realização da quinta ação no ano. O Parque de Múltiplo Uso Boca da Mata foi o local escolhido para o trabalho de conscientização e alerta sobre a proibição e os perigos da queima de lixo e resto de poda, as principais causas de incêndio florestal no Distrito Federal.

 

O Parque Boca da Mata está localizado na Área de Relevante Interesse Ecológico Juscelino Kubitschek (ARIE JK), região que abrange também os parques Saburo Onoyama e Três Meninas, os córregos Taguatinga e Cortado, e áreas rurais remanescentes.

 

A região é importante para a preservação dos ecossistemas locais e para o desenvolvimento de atividades de educação ambiental, recreação e lazer, além de atividades agropecuárias.

 

“Trabalhamos com a meta zero em relação aos focos de incêndio no DF. Daí a importância dessa ação na prevenção e combate aos incêndios florestais. As pessoas que vivem em áreas rurais, por exemplo, precisam saber manusear o fogo para evitar a propagação de incêndios em volta dos parques”, explicou Paulo Barbosa dos Santos, técnico de Atividades de Meio Ambiente do Instituto Brasília Ambiental (Ibram).

 

Diego Lima de Miranda, que integra o Prevfogo, o centro nacional especializado na prevenção e combate aos incêndios florestais do Ibama, disse que o bioma Cerrado é mais favorável à disseminação de incêndios. Por isso, as pessoas precisam conhecer a dimensão do uso inconsciente do fogo. “Uma simples bituca de cigarro pode gerar um grande incêndio florestal”, argumentou.

 

Estado Crítico

 

Nesta época do ano, o DF precisa de muita atenção, segundo Diego. “Na escala de possibilidades de incêndios florestais, o DF já está passando do estado crítico para o extremo, que se caracteriza pela baixa umidade relativa do ar, ventos fortes e combustível seco por causa da desidratação da vegetação”, ressaltou.

 

Parceira da Secretaria de Meio Ambiente desde a primeira edição da Blitz Educativa, a Marinha esteve presente na ação no Parque Boca da Mata, nesta sexta-feira. “Esse trabalho está realmente surtindo efeito. Tenho informações sobre os locais por onde já passamos de que as pessoas estão realmente mais preocupadas com os focos de incêndios no cerrado”, disse o fuzileiro naval, Sargento Everson Robaina.

 

Residente em Vicente Pires, a comerciante Alessandra Oliveira elogiou a Blitz Educativa. “É uma iniciativa muito boa, porque muitas vezes as pessoas fazem fogo até pertinho de calçadas e ruas. Todos precisam se conscientizar e ajudar a evitar os incêndios”, disse.

 

Para o empresário Guilherme de Oliveira Rodrigues, a abordagem foi interessante e o material distribuído,  didático, mas o local escolhido para a Blitz, na DF 001, em frente ao 3º Distrito de Policiamento Rodoviário, dificultou o trânsito. “O estacionamento de um shopping é um bom local para esse tipo de trabalho, para não tumultuar o trânsito”, assinalou.

 

As blitzes educativas de prevenção e combate aos incêndios florestais no DF se tornaram uma ação anual, com o envolvimento de diversas instituições parceiras, sendo muito bem recebidas pela população da cidade, informou a assessora da Secretaria de Meio Ambiente, Carolina Leite Queiroga Schubart.

 

“A quinta blitz do PPCIF foi planejada no intuito de se prevenir os incêndios florestais no Parque Boca da Mata e parques próximos à região de Taguatinga, onde esse problema é constante. A ação foi muito positiva e elogiada pelos condutores dos veículos abordados, que se mostraram receptivos em colaborar na prevenção dos incêndios florestais na região”, destacou.

 

As próximas blitzes educativas serão realizadas na Estação de Águas Emendadas (ESECAE) e na Fercal, em Sobradinho, nos dias 23 de agosto e 28 de setembro, respectivamente.

 

A blitz educativa foi promovida pelo Grupo Executivo do Plano de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais do DF, que é coordenado pela Secretaria de Meio Ambiente (SEMA), e realizado em parceria com o   Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio),Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), DETRAN, CAESB, Aeronáutica, Marinha, Corpo de Bombeiros (CBMDF), Secretaria de Saúde, Jardim Botânico de Brasília (JBB), Caesb, IBGE e Instituo Brasília Ambiental (IBRAM).

Secretaria de Meio Ambiente (SEMA)

Assessoria de Comunicação Social