Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
3/12/23 às 17h31 - Atualizado em 3/12/23 às 17h41

10 mil mudas nativas do cerrado são plantadas em várias partes do DF

O Dia de Plantar uma Muda Nativa do Cerrado chegou oficialmente ao Distrito Federal, neste domingo (3/12), conforme o decreto 44.606/2023, promulgado pelo governador Ibaneis Rocha. Para celebrar a data, o Parque Ecológico Ezechias Heringer, no Guará/DF, serviu de vitrine. Por lá, representantes de vários órgãos do GDF e dezenas de voluntários realizaram o plantio de 200 mudas. A ação também ocorreu, simultaneamente, nas demais regiões administrativas do DF.

Ao todo, foram plantadas 10 mil árvores, em unidades de conservação e em áreas externas pré-estabelecidas. A iniciativa é fruto de uma parceria entre a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Proteção Animal (Sema/DF), o Movimento Regenerativo Tempo de Plantar (sociedade civil), o Instituto Brasília Ambiental (Ibram), a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), Secretaria de Governo do DF (Segov) e o Instituto Arvoredo (sociedade civil).

A vice-governadora do DF, Celina Leão, também prestigiou o evento. Ela comentou sobre a preocupação do atual governo com relação à preservação do meio ambiente. “Eu tenho certeza que as próximas gerações vão celebrar o que vocês estão fazendo aqui. Nós estamos plantando 10 mil, mas queremos plantar 1 milhão”, comentou Celina.

Para o secretário de Meio Ambiente do DF, Gutemberg Gomes, o governo e a sociedade precisam andar de mãos dadas. “Nós temos agora no calendário oficial do GDF a designação do 1º domingo de dezembro, como Dia de Plantio. E isso vai servir de exemplo para todo o Brasil. O sonho está se concretizando. Nós precisamos de um DF descarbonizado. Mas não basta só plantar a árvore, temos que cuidar delas”, afirmou Gutemberg.

O presidente do Movimento Regenerativo Tempo de Plantar, Paulo César Araújo, agradeceu a participação dos envolvidos. “Todos que estão aqui são responsáveis por isso, eu fui apenas um sonhador inicial. Quando você quer que seu sonho se realize, você o compartilha para ele renascer como sonho de todo mundo. Aí a gente sonha, planeja, realiza e celebra. É o que estamos fazendo hoje aqui: celebrando a 1ª edição oficial do Tempo de Plantar”, declarou.

No Guará/DF, a presença ilustre de Quelvia Heringer e Ana Júlia Heringer, filhas do engenheiro agrônomo e ambientalista, Ezechias Heringer, abrilhantou a solenidade. Elas relembraram o pioneirismo do pai no estudo do cerrado e destacaram sua preocupação com a preservação da água. “Brasília depende dessas Unidades para o seu abastecimento de água e isso desde sempre foi uma preocupação dele”, disse Ana Júlia.