Governo do Distrito Federal
6/10/22 às 11h49 - Atualizado em 6/10/22 às 14h15

APA Gama e Cabeça de Veado recebe aceiros com uso do fogo até quarta (13)

Agência Brasília* | Edição: Carolina Lobo

 

Ação está prevista no Plano de Prevenção e Combate ao Fogo. O objetivo da ação é a retirada do material combustível, no caso mato seco, que se encontra na área limítrofe da unidade de conservação

 

 


 

Brasília, 11 de julho de 2022O ditado popular diz que onde há fumaça, há fogo. E o fogo é uma ameaça ao cerrado quando o período de seca se intensifica. No entanto, quem avistou fumaça nesta segunda-feira (11) na região da DF-001, próximo ao balão que dá acesso ao Tororó, Área de Preservação Ambiental (APA) Gama e Cabeça de Veado, não precisa se preocupar. Trata-se do aceiro com uso do fogo, uma estratégia prevista no Plano de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Ppcif), coordenada pela Secretaria de Meio Ambiente (Sema).

 

O trabalho será feito em 30 km, em linha reta, o que representa uma poligonal de 136 hectares, que será executado até quarta-feira (13), período em que os aceiros serão realizados.

 

O trabalho será feito em 30 km, em linha reta, o que representa uma poligonal de 136 hectares, que será executado até quarta-feira (13) | Foto: Diogo Miranda/Jardim Botânico

O gerente de Preservação do Jardim Botânico de Brasília (JBB), Diego Miranda, explica que o objetivo da ação é a retirada do material combustível, no caso mato seco, que se encontra na área limítrofe da unidade de conservação (UC) com a DF-001. “Ela é muito importante, tendo em vista que reduz o número de ocorrências oriundas de fora que chegam a adentrar a UC. Nesse primeiro dia, a gente executou 8 km de aceiros e o trabalho transcorreu da melhor forma possível”, explica.

 

Ele alerta que os incêndios florestais ocasionados neste período crítico da seca são, em grande parte, provenientes de causa antrópica, ou seja, por ação humana. “E, além de ser um problema para a fauna e a flora, é um problema para a saúde pública”, completa.

 

Participam da ação, além da Sema e do JBB, a Fazenda Água Limpa da Universidade de Brasília (FAL/UnB), o Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF), o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Ala 1 da Aeronáutica, o Centro de Instrução e Adestramento de Brasília (CIAB) e o Sistema Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo) do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

 

*Com informações da Secretaria de Meio Ambiente