Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal

Complexo de reciclagem

A Secretaria de Meio Ambiente (Sema) é o órgão do Governo do Distrito Federal (GDF) designado pela execução do Contrato de Colaboração Financeira Não Reembolsável nº 13.2.0402.1 assinado entre o GDF e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a construção de duas Centrais de Triagem e Reciclagem (CTR) e a uma Central de Comercialização de Recicláveis (CC), com investimento de R$ 53 milhões, sendo um dos mais modernos complexos de reciclagem do país. As duas centrais de triagem medem 1,6 mil m² cada e a Central de Comercialização mede 3,0 mil m², localizado no Pátio Ferroviário do Distrito Federal, numa área de 80 mil metros quadrados.

 

A obra física é executada pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e o Serviço de Limpeza Urbana (SLU) será responsável por gerir os centros de triagem junto às cooperativas e associações de catadores ligadas à Central das Cooperativas de Materiais Recicláveis do DF (Ceentcoop), que conta com 27 associados.

 

Os CTRs foram erguidos em estrutura metálica com alvenaria e contam com dois pavimentos. O superior abrigará esteiras de separação, compartimentos para lançamento dos resíduos não aproveitados e silos de armazenagem do material bruto. No térreo funcionarão as áreas de prensagens, separação secundária, armazenamento do resíduo separado e depósito de material. Além do galpão de triagem e área de administração, os catadores contarão com refeitório, vestiário com armários, banheiros e chuveiros, sala multiuso e equipamentos de segurança individual. A obra ainda envolve 5.000 m² de calçadas e redes de captação de águas pluviais.

 

Trata-se de infraestrutura fundamental para a gestão integrada de resíduos sólidos, o reaproveitamento dos materiais recicláveis no Distrito Federal, gerando benefícios sociais, ambientais e econômicos, que são premissas do desenvolvimento sustentável e alinhado com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pelas Nações Unidas. O complexo contribuirá com a destinação correta dos materiais recicláveis, reinserindo-os na cadeia produtiva, minimizando as demandas por matérias primas virgens, reduzindo os impactos ambientais da produção, contribuindo para a composição de renda familiar dos catadores de materiais recicláveis, e elevando a vida útil do Aterro Sanitário de Brasília (ASB) com a destinação ambientalmente adequada dos resíduos.